Fascismo segundo George Orwell

man person face portrait

Quero deixar minha pequena e singela contribuição à recente polêmica quanto ao uso do termo “Fascismo” e seus correlatos de forma indiscriminada nos embates politico-ideológicos nos últimos tempos. E para isso, vou comentar o ensaio “What is Fascism?” [O Que é Fascismo?], de George Orwell, escritor inglês conhecido principalmente por seus livros “Animal Farm” [A Revolução dos Bichos] e “1984”.

Para Orwell, de todas as perguntas não respondidas do seu tempo, talvez a mais importante fosse essa mesmo: “O que é Fascismo?”. Segue um fato curioso: o termo “fascismo” já estava se tornando uma palavra desgastada e esvaziada de sentido décadas atrás.

Orwell já alertava para esse fenômeno. Na imprensa da época (anos 1940), o adjetivo “fascista” foi usado para designar conservadores, socialistas, comunistas, trotskistas, católicos, pessoas que eram contra à guerra, pessoas a favor da guerra, nacionalistas etc., isso sem contar o seu uso ainda mais abrangente em conversas corriqueiras.

Não tenho a pretensão de explicar o que realmente cabe na expressão “fascista”. Existem estudos, publicações e pessoas sérias muito mais gabaritadas para fazê-lo. Entretanto, considero o conselho de Orwell, ao fim do ensaio, tão ou mais oportuno nos dias de hoje do que quando foi escrito. Traduzo-o livremente: “Tudo o que se pode fazer por ora é usar a palavra com certa prudência e não, como geralmente é feito, degradá-la ao nível de um palavrão.”

Segue link para o ensaio “What is Fascism?” no original:  http://orwell.ru/library/articles/As_I_Please/english/efasc

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s