Quase no lago Walden

Foto por mali maeder em Pexels.com
Construí minha morada com minhas próprias mãos
E aprendi a me ater apenas ao que importa.
Não há melhor companhia do que estar sozinho,
Ou entre amigos — e ainda assim, lá não permaneci...

Grandes cidades me embrulham o estômago!
Mas uma aldeia, um vilarejo que seja, é a comunidade
Da qual quero fazer parte. Lugar onde todos são senhores
E são conhecidos pelo nome: clãs familiares.

O sino da igreja, do povoado que escolherei, 
Baterá nos horários certos e nos avisará
Se é hora de rezar, comer ou dormir...

(E tudo ficará bem, como sempre esteve, 
Para os de mente satisfeita.)
Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s